minha seleção
minha seleção
Conecte-se para criar seu guia de viagem selecionando suas atividades e saídas

Encontre seu hotel

ENCONTRE SEU HOTEL

DESEJOS E VOLUPTUOSIDADE NA ÉPOCA VITORIANA, COLEÇÃO PÉREZ SIMON, EXPOSIÇÃO

DO DOMINGO, OUTUBRO 25 2014 NO DOMINGO, OUTUBRO 12 2014

HOMENAGEM À PINTURA VITORIANA.

Depois do Museu Jacquemart-André em Paris e o Chiostro del Bramante em Roma, o Museu Thyssen-Bornemisza em Madri presta uma homenagem à pintura vitoriana (1860-1914).

Durante o reinado da Rainha Vitória (1837-1901), diferentes movimentos artísticos se desenvolveram na Inglaterra.
Dentre eles, o neoclassicismo é uma das correntes mais apreciadas por quem gosta de pintura. Ele reúne grandes artistas, como Sir Lawrence Alma-Tadema, Sir Frederic Leighton, John Strudwick, John William Waterhouse ou Albert Moore, em sua maioria pertencentes à prestigiosa Royal Academy.

Longe do grande desenvolvimento econômico e industrial que caracterizou esse período da história inglesa, os artistas fizeram questão de romper com a banalidade do cotidiano e da vida contemporânea para homenagear uma Idade de Ouro, um mundo imaginário e ideal inspirado principalmente pela Antiguidade greco-romana.

Assim, os artistas desenvolvem uma estética sensual, longe do discurso moralizante da era vitoriana. As descobertas realizadas nos grandes sítios arqueológicos antigos, com destaque para Pompeia, contribuem a alimentar a criatividade de artistas que não demoraram a fazer um sucesso considerável, como Alma-Tadema, que foi o artista mais cotado dessa época.

Créditos das fotos: Arturo Piera

Depois do Museu Jacquemart-André em Paris e o Chiostro del Bramante em Roma, o Museu Thyssen-Bornemisza em Madri presta uma homenagem à pintura vitoriana (1860-1914).

Durante o reinado da Rainha Vitória (1837-1901), diferentes movimentos artísticos se desenvolveram na Inglaterra.
Dentre eles, o neoclassicismo é uma das correntes mais apreciadas por quem gosta de pintura. Ele reúne grandes artistas, como Sir Lawrence Alma-Tadema, Sir Frederic Leighton, John Strudwick, John William Waterhouse ou Albert Moore, em sua maioria pertencentes à prestigiosa Royal Academy.

Longe do grande desenvolvimento econômico e industrial que caracterizou esse período da história inglesa, os artistas fizeram questão de romper com a banalidade do cotidiano e da vida contemporânea para homenagear uma Idade de Ouro, um mundo imaginário e ideal inspirado principalmente pela Antiguidade greco-romana.

Assim, os artistas desenvolvem uma estética sensual, longe do discurso moralizante da era vitoriana. As descobertas realizadas nos grandes sítios arqueológicos antigos, com destaque para Pompeia, contribuem a alimentar a criatividade de artistas que não demoraram a fazer um sucesso considerável, como Alma-Tadema, que foi o artista mais cotado dessa época.

Créditos das fotos: Arturo Piera

ENDEREÇO

Museu Thyssen-Bornemisza

Paseo del Prado, 8

28015 Madri

SPAIN

TELEFONE
00 34 91 369 01 51

NAS REDONDEZAS : NOSSAS IDEIAS DE ATIVIDADES E SAÍDAS.

NOSSOS HOTÉIS EM MADRI

TODA A MINHA SELEÇÃO Meu TripPlanner